Querida,

Os nossos jovens encaram as relações duma forma df penso eu, do que nós encaramos.

Se calhar pq não se prendem e não se deixam enredar nas teias que nos lançam como nós deixamos.

Abençoadas as jovens que conseguem viver o amor duma forma menos sofrida... e que têm a sorte de encontrarem rapazes df de mtos cinquentoes e quarentoes q aí pululam...

Oh A. não achas que está na altura de enterrares esse desgraçado e as memorias tristes que te legou???

Vai ao "baile dos bombeiros" e pode ser q lá encontres um janota:))

Ainda és do tempo dos bailes dos bombeiros e das colectividades n és??? Bela vidinha!!!!!!!!!!!!

beijinhos

Luisa
Luisa a 5 de Junho de 2009 às 11:07

Minha querida sou do tempo dos bailes dos bombeiros, das colectividades e aí por diante....
Não foi por ninguém em especial que o assunto me tocou mas pela maturidade que uma adolescente demonstrou ter face à situação.
É que fiquei surpreendida pela positiva! Não estava à espera.
O passado está bem guardado no armário e de lá não vai sair......mas nem estava a falar de mim porque esta semena fiquei OHHHH! com o que se passou com uma colega minha.
Infelizmente parece que anda por aí um vírus de desamor a atacar......as incautas e as distraídas.
Bjs
Balzaquiana a 5 de Junho de 2009 às 12:18

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres